Surdez: O que é, causas, sintomas e tratamentos

surdez

Você sabe o que é surdez, seus tipos, causas, sintomas e tratamentos? Neste post reunimos todas as informações essenciais para você.

O que é surdez?

A surdez ou perda auditiva ocorre quando o cérebro não recebe, dos ouvidos, informações sonoras suficientes.

A orelha é dividida em 3 partes:

  • A orelha externa, incluindo a parte visível da orelha e o canal auditivo;
  • O ouvido médio, constituído pelo tímpano e os 3 ossos ligados a ele;
  • E o ouvido interno, que é o órgão sensorial que cria impulsos nervosos que sobem do nervo auditivo até o cérebro.

Um problema com qualquer uma dessas partes do ouvido pode levar à perda auditiva. Elas podem ser temporárias, permanentes ou flutuantes, podendo afetar um ou ambos os ouvidos.

Quais os tipos de surdez?

A surdez pode ser dividida em 2 tipos: perda auditiva condutiva e perda auditiva neurossensorial.

Perda auditiva condutiva

Uma perda auditiva condutiva é causada por um problema na maneira como o som viaja para o ouvido. Pode ser um bloqueio, como cera e objetos estranhos, ou um problema fisiológico, como fluido no ouvido médio. Às vezes, uma perda condutiva pode ser corrigida com cirurgia ou outras intervenções para a audição ser restaurada.

O ouvido interno não é afetado pela perda condutiva. Logo, por meio de um aparelho auditivo, a audição total pode ser restaurada com sucesso.

causas da surdez

Perda de audição neurossensorial

A perda auditiva neurossensorial é causada por danos no ouvido interno ou no nervo auditivo, o qual transporta informações do ouvido para o cérebro. Ao contrário do ouvido médio, tanto o ouvido interno assim como o nervo auditivo são mais delicados no que se refere a obtenção da cura. Portanto, uma perda neurossensorial tende a ser permanente, embora o grau da perda possa flutuar.

Como a perda neurossensorial é causada por danos permanentes no ouvido interno ou no nervo, a audição normal dificilmente será totalmente restaurada. No entanto, um bom benefício pode ser alcançado com aparelhos auditivos, os quais podem melhorar até perdas auditivas profundas.

Quando há pouca ou pouquíssima audição, em vez do aparelho auditivo pode ser necessário um implante coclear.

Os implantes cocleares são aparelhos auditivos especiais implantados cirurgicamente no ouvido interno, estimulando artificialmente o nervo da audição.

Perda auditiva ou Surdez: Quais as diferenças

É importante diferenciar a perda auditiva da surdez. A perda auditiva é caracterizada pela perda parcial ou total da capacidade de detectar sons. Elas são normalmente causadas por má-formação (causa genética), lesão na orelha ou na composição do aparelho auditivo.

Por sua vez, a surdez é relacionada com a ausência total da audição, sendo assim, chamamos de surdo as pessoas que não ouvem nada.

Fatores de Risco da surdez

barulho alto

  • Envelhecimento: A degeneração das estruturas da orelha interna ocorre ao longo do tempo.
  • Barulho alto: A exposição a sons altos pode danificar as células do seu ouvido interno. Os danos podem ocorrer com a exposição prolongada a ruídos altos, ou a partir de uma curta explosão de ruído, por exemplo, de um tiro.
  • Hereditariedade: Sua composição genética pode torná-lo mais suscetível a danos no ouvido ou à deterioração causada pelo envelhecimento.
  • Ruídos ocupacionais: Os trabalhos em que o ruído intenso é uma parte regular do ambiente de trabalho, como a agricultura, a construção civil ou o trabalho em fábrica, podem causar danos no ouvido.
  • Ruídos recreacionais ou de lazer: A exposição a ruídos de explosivos, como armas de fogo e motores a jato, pode causar perda auditiva imediata e permanente.

Outras atividades recreativas com níveis de ruído perigosamente altos incluem fogos de artifício, bikecross, motociclismo, carpintaria ou até mesmo ouvir música alta em bares e baladas.

  • Alguns medicamentos: Medicamentos como o antibiótico gentamicina, o sildenafil (Viagra) e certos medicamentos quimioterápicos podem danificar o ouvido interno.
  • Efeitos temporários na sua audição – zumbido no ouvido ou perda auditiva: podem ocorrer se você tomar doses muito altas de aspirina, analgésicos, antimaláricos ou diuréticos de alça.
  • Algumas doenças: Doenças que levam à febre alta, como meningite, podem danificar a cóclea.

Sintomas da surdez

diagnostico surdez

  • Dificuldade da fala e reconhecimento de outros sons;
  • Dificuldade em entender palavras, especialmente quando existem ruídos de fundo ou está rodeado de pessoas;
  • Problemas para ouvir consoantes;
  • Frequentemente pedindo aos outros que falem mais devagar, claramente e em voz alta;
  • Necessidade de aumentar o volume da televisão ou do rádio;
  • Evitar conversas ou vida social;

Como é dado o diagnóstico da surdez?

Testes simples com Diapasão para afinação podem ajudar seu médico a detectar a perda auditiva. Essa avaliação também pode revelar em que parte do seu ouvido ocorreu o dano.

Testes de audiometria, realizados por um fonoaudiólogo, são mais completos. Eles utilizam fones de ouvido para emissão de sons e palavras, as quais são direcionadas individualmente para cada ouvido.

Tratamentos para a surdez

A surdez possui diferentes tipos de tratamento. Então, para ser orientado ao tratamento adequado, é importante visitar um profissional especializado, a fim de ter um diagnóstico completo e eficaz.

Atualmente a medicina e a tecnologia oferecem opções eficazes como aparelhos auditivos, implantes cocleares, cirurgias, e correções de tímpano perfurados para remoção de otites.

aparelhos auditivos

Vale lembrar que os aparelhos auditivos estão cada vez menores, mais discretos e mais eficazes. É possível andar com seus aparelhos ligados sem que ninguém perceba que você possui dificuldades.

Por último, também é importante ressaltar a importância do teste da orelhinha em recém-nascidos. Eles podem diagnosticar uma surdez precoce permitindo assim o tratamento nos primeiros meses de vida. Na dúvida, busque a ajuda de um especialista e lembre-se de que a prevenção é sempre o melhor caminho.



Mais de Centro Auditivo Viver