Diferença entre Aparelhos Auditivos e Amplificadores de Som

Diferença entre Aparelhos auditivos e amplificadores de som

Aparelhos auditivos e amplificadores de som ajudam a capacidade de ouvir das pessoas. No entanto, mesmo que em um primeiro momento pareçam muito iguais, a verdade é que esses dois dispositivos são bastante distintos.

Inclusive, apenas o aparelho auditivo serve para quem tem perda auditiva. E por causa da desinformação, não é raro que indivíduos com algum grau de déficit de audição comecem a usar o amplificador de som de maneira errônea.

Essa atitude pode até mesmo agravar a sua perda auditiva. Afinal, ao invés de tratá-la, vai estar usando um produto inadequado. E mais: com o atraso de um diagnóstico correto, a condição do paciente pode piorar e gerar complicações.

Diante desse contexto, é de fundamental importância saber as diferenças existentes entre aparelhos auditivos e amplificadores de som. E se você deseja aprender tudo a respeito desse tema, continue lendo este artigo.

 

Diferença entre os produtos

 

A principal diferença entre aparelhos auditivos e amplificadores de som é que as também chamadas próteses auditivas servem para compensar uma deficiência na audição. Dessa forma, os amplificadores de som não funcionam para quem possui algum grau de surdez.

Isso acontece porque os amplificadores de som devem ser utilizados por indivíduos que não possuem deficiência. Afinal, como o próprio nome já diz, eles servem somente para amplificar sons no ambiente por diferentes motivos, mas nunca por causa da dificuldade de ouvir bem.

Em geral, são usados para atividades de lazer. No entanto, é comum que exista uma confusão por parte dos consumidores ao buscarem por aparelhos auditivos, inclusive, em pesquisas na internet.

Isso acontece porque os amplificadores de som podem aparecer como indicados para perda auditiva. Essa informação, entretanto, não está correta.

Embora o seu preço possa parecer bastante atrativo, os amplificadores de som costumam ser comprados online, o que não supre as necessidades de pacientes com algum nível de surdez.

Afinal, depois de diagnosticar o problema, é preciso que o paciente faça diferentes exames com profissionais da saúde. Já na hora de escolher um aparelho auditivo adequado, é indispensável que o atendimento seja presencial.

Essa medida é importante porque cada pessoa tem necessidades específicas quando se fala em déficit auditivo e apenas com o atendimento presencial é possível adquirir o melhor dispositivo para o seu problema.

Além disso, para uma adaptação correta, é preciso ainda fazer ajustes, os quais podem ser realizados exclusivamente por profissionais treinados e qualificados.

 

O que fazer em caso de perda auditiva

 

Quando surgem os primeiros sinais de perda auditiva, é urgente que a pessoa se consulte com um otorrinolaringologista. Esse é a especialidade médica que diagnostica o déficit de audição por meio de exames e avaliações.

Em caso positivo, entra em cena o oftalmologista, profissional responsável em ajudar na escolha do produto. Hoje em dia, a oferta de aparelhos auditivos é imensa, uma vez que combinam com pessoas que tenham os mais diversos graus de perda auditiva.

Além disso, os indivíduos têm diferentes estilos de vida, necessidades específicas, bem como formato de orelha e a cor de pele da orelha distintos entre si. Isso tudo é levado em conta para se escolher um modelo confortável e que proporcione uma audição de qualidade a cada um.

O produto ideal pode ainda ser discreto e oferecer a mais fácil adaptação. Também são encontrados dispositivos de qualidade para os mais variados orçamentos.

Tendo tudo isso em mente, saiba que é essencial buscar ajuda qualificada quando a perda auditiva for percebida. Além disso, quanto antes se busca pelo tratamento, mais fácil será a adaptação e mais rápido o paciente poderá usufruir de todos os benefícios do produto.

 

Sinais da perda auditiva

 

E quais são os sinais da perda auditiva?

Veja quais são os indícios que podem mostrar que você ou alguém próximo pode estar com um quadro de déficit de audição:

  • Faz-se necessário aumentar o volume do rádio, da televisão e de outros aparelhos mais do que o ideal para os demais a fim de ouvir bem o que dizem;
  • A audição parece melhor em um dos lados;
  • Os outros falam que você está gritando ao conversarem;
  • Os seus gestos se tornam mais frequentes do que o normal durante as conversas;
  • É frequente pedir para que as outras pessoas repitam o que falaram, porque não é possível entender o que dizem;
  • Quando há ruído de fundo ou em conversas em grupo, é mais difícil de entender o que os outros falam;
  • É preciso fazer muito esforço para ouvir e entender o que os outros articulam;
  • Sons que o incomodariam nem mais são percebidos, como o irritante pingar de uma torneira.


Mais de Centro Auditivo Viver