Como limpar os ouvidos de forma correta e segura


Há em nossa sociedade um grupo de pessoas que abomina a cera que produzimos nos ouvidos. Enquanto alguns dizem que para se ter uma higiene saudável é necessário limpar os ouvidos com frequência, a verdade é que, toda cera produzida nos canais tem como principal função lubrificar e proteger, eliminando do sistema auditivo detritos e bactérias.

Não é necessário limpar o ouvido com frequência. Caso não esteja causando nenhum tipo de problema de audição, a limpeza torna-se dispensável pois provocará apenas o ressecamento e coceira nos canais.

Além disso, a movimentação da cabeça e o ato de mastigar faz com que a cera e os detritos já se movimentem naturalmente para o ouvido externo, onde irão endurecer e por fim se desprenderão, caindo para fora do ouvido.

Esse processo é lento, porém eficaz, fazendo com que boa parte do ouvido possa ser lubrificado e limpo naturalmente.

Pensando nisso, ao longo desse artigo, iremos ver como a limpeza do ouvido pode ser realizada da forma correta, saudável e com uma rotina adequada.

Você deve limpar o ouvido?

Como foi dito anteriormente a cera tem uma função benéfica para o ouvido, e a limpeza compulsiva poderá trazer problemas.

A limpeza da cera se faz necessária quando for notado um acúmulo excessivo, o qual forma uma barreira, ocasionando problemas na audição, como o abafamento, infecções ou coceiras.

Entretanto, mesmo nos casos necessários, a realização da limpeza interna não deve ser feita em casa.

 

Como limpar o ouvido?

A melhor maneira de limpar os ouvidos é procurando o auxílio de um médico que poderá realizar esse procedimento com um dispositivo de sucção – uma ferramenta parecida com uma colher ou um fórceps.

Isso porque, durante o tratamento, o especialista poderá verificar se existe alguma condição que exija mais atenção e cuidado.

Como não limpar o ouvido?

Objetos pontiagudos e que podem deixar resquícios dentro do canal auditivo, como cotonetes, não devem ser utilizados para realizar a limpeza do ouvido.

Ao inserir esse tipo de objeto você estará empurrando a cera mais para o fundo, interferindo no processo natural de saída, ferindo seu tímpano e ainda deixando pequenos pedaços de algodão dentro do canal auditivo.

Alguns desses problemas poderão resultar em infecções e coceiras.

Sintomas do bloqueio de cera

Um dos sintomas mais comuns do bloqueio por cera é a diminuição do volume dos sons no ouvido afetado.

Outros sintomas podem ser a dor de ouvido, sensação de plenitude, ouvir zumbidos e outros ruídos. Não há necessidade de se preocupar, sua audição voltará ao normal após o desbloqueio ser realizado, mas é necessário procurar ajuda de um médico.

Quando procurar um médico

O médico deverá ser consultado em casos de:

  • Bloqueios de cera de ouvido (esporádicos ou repetitivos);
  • Dor dentro ou ao redor da orelha;
  • Fluido drenado da orelha (sangue ou pus);
  • Dificuldade de ouvir;
  • Infecções agudas;

Mesmo sem esses sintomas, uma consulta deverá ser agendada de forma regular a fim de livrar seus ouvidos de infecções ou bloqueios.

Neste artigo você conheceu um pouco mais sobre a forma correta e segura de limpar o ouvido, portanto não caia nos “contos populares” que podem agravar sua situação.



Mais de Centro Auditivo Viver