Como funcionam os aparelhos auditivos?

Aparelhos Auditivos

Você sabe que os aparelhos auditivos são instrumentos muito eficientes no auxílio de uma melhor audição, mais clara e alta, não é mesmo? Hoje em dia, é possível encontrar uma grande oferta deles, dos mais variados modelos, tamanhos e com funções extras.

No entanto, você sabe como esses dispositivos trabalham? Portanto, continue lendo este artigo e aprenda como funciona os aparelhos auditivos e obtenha demais informações a respeito do assunto.

Como é o funcionamento do aparelho auditivo?

 

O aparelho auditivo, basicamente, consiste em um dispositivo eletrônico que amplifica os sons, possibilitando que as pessoas com algum grau de perda auditiva, consiga ouvi-los. Embora pareça bem simples o seu funcionamento, não é bem assim.

Para que os sons sejam amplificados e tornem-se inteligíveis aos usuários da prótese auditiva, existe todo um processo envolvido no seu mecanismo, o qual é realizado em conjunto por três partes distintas presentes no dispositivo. São elas: o microfone, o amplificador e o receptor.

Todas elas devem estar trabalhando em harmonia para que o usuário possa ouvir com a melhor qualidade possível. Além disso, de acordo com as necessidades de cada pessoa, é possível ainda que o dispositivo seja totalmente personalizado.

Dessa forma, o microfone é o responsável por captar o som, que é convertido de ondas sonoras para sinais elétricos, os quais são enviados para o amplificador. Essa conversão é realizada pelo chip de processamento.

Por sua vez, o amplificador tem o papel de aumentar a potência dos sinais e mandá-los para o ouvido interno. Esse envio dos sinais é feito por meio do receptor que, para tanto, possui um tubo fino por onde vai o som para dentro do ouvido.

É então na cóclea que os sons se tornam impulsos elétricos, que são captados pelo nervo acústico do cérebro e, por fim, são processados e se tornam inteligíveis para o usuário. Assim, durante o percurso do som, os componentes dos aparelhos devem estar íntegros e funcionando plenamente.

O que melhorou com os novos aparelhos auditivos?

 

Os aparelhos auditivos sempre funcionaram com a mesma lógica de processamento. No entanto, ao longo dos anos, desde o primeiro modelo, muitos avanços surgiram. Entre eles, o tamanho, que reduziu significativamente e não só influencia a estética como a sua eficiência.

Além disso a qualidade sonora dos aparelhos melhorou de forma extremamente significativa quanto mais tecnologia uma prótese auditiva tiver, mais natural o usuário vai ouvir os sons por meio do dispositivo. Afinal, os sons são captados com mais eficiência, implicando em uma melhor inteligibilidade da fala.

Os modelos que oferecem essas vantagens possuem tecnologia mais avançada, como controle de volume automático, largura de banda, supressor de feedback e gerenciamento de ruído.

Hoje em dia, existem aparelhos que dispõem ainda de funções extras personalizáveis. Exemplos são os produtos que se conectam com dispositivos variados, como celulares, telefone fixo, televisão e outros mais.

Cuidados com os aparelhos auditivos

 

Assim como qualquer outro dispositivo eletrônico, o aparelho auditivo requer cuidados e manutenção. É o caso da troca da sua pilha/bateria, que deve ser feita de maneira regular, sendo que a sua duração varia de acordo com a marca.

Em geral, as baterias funcionam de três a 15 dias e, para saber quando exatamente substituir, alguns produtos avisam o usuário, por meio da emissão de um sinal sonoro. Da mesma forma, é preciso limpar o dispositivo com regularidade.

Confira o passo a passo a seguir de como limpar o aparelho auditivo externo:

  • Desligue o dispositivo;
  • Separe a parte eletrônica da parte de plástico;
  • Comece limpando o molde de plástico com um pano limpo, macio e umedecido;
  • Use a bombinha própria para retirar o excesso de umidade do tubo de plástico;
  • Seque bem o molde com um pano macio, limpo e seco.

A limpeza da prótese auditiva deve ser feita, pelo menos, uma vez por mês. No entanto, quem produz muita cera no ouvido ou sua demais, pode ter que aumentar a frequência das higienizações.

De qualquer modo, a limpeza deve ser repetida sempre que você não estiver escutando bem, pois isso pode indicar que o aparelho necessita de uma nova limpeza.

Já os aparelhos internos exigem a limpeza com um pano macio e limpo na sua superfície. As suas partes internas devem ser higienizadas com o uso de utensílios próprios, como filtros e escovas, que são vendidos junto com o produto.

Outros cuidados são os de não expor o aparelho excessivamente à umidade, como água, suor, chuva, etc., bem como à sujeira, calor forte e animais de estimação. Afinal, qualquer descuido pode prejudicar os seus componentes, levando a sua danificação.



Mais de Centro Auditivo Viver