Posso utilizar aparelho auditivo quando estiver com chuva?

Aparelho Auditivo Chuva

Independente da cidade onde você mora, mais cedo ou mais tarde, com exceção de algumas regiões, é possível que a pessoa que usa um dispositivo para ouvir melhor tenha a seguinte dúvida: posso utilizar aparelho auditivo quando estiver chovendo?

Afinal, quem possui algum grau de perda auditiva tem o costume de ir para a escola, faculdade, trabalho e demais destinos usando o dispositivo. Além de garantir que se ouça o que as outras pessoas falam, permite que os sons do trânsito, por exemplo, sejam audíveis.

Aliás, é de extrema importância para as pessoas que têm algum nível de surdez, a fim de garantir a sua segurança e independência. No entanto, fica a pergunta: se estiver chovendo, durante um deslocamento, é preciso remover o aparelho?

A resposta é: depende. Isso porque, de forma geral, os fabricantes de aparelhos auditivos recomendam que os indivíduos não os usem quando estiverem expostos à chuva. Por outro lado, hoje em dia, já existem produtos que são à prova d’água.

Também há os aparelhos que são resistentes à água e eles podem trazer mais praticidade ao dia a dia. Mas é preciso saber bem quais são as suas diferenças e quando é possível sair embaixo de chuva sem que exista o risco do seu aparelho ser danificado por conta da umidade.

Quando posso usar o aparelho auditivo se chover

Quando falamos de aparelhos auditivos retro auriculares, que ficam encaixados atrás da orelha, é preciso dizer que a tecnologia evoluiu muito nas últimas décadas, inclusive quando o assunto é “aparelhos x chuva”. Uma das primeiras soluções criadas foi uma película de vedação.

Depois, a tecnologia empregada conseguiu reduzir a permeabilidade dos produtos, o que é visto ainda hoje em muitos aparelhos. No entanto, eles não permitem se expor à chuva sem medo de estragar o produto. A recomendação ainda é evitá-la, assim como outras situações.

A vantagem dessas novidades é que a umidade não prejudica tanto os aparelhos em comparação ao que aconteceria se eles não tivessem tais avanços tecnológicos. Caso contrário, haveria uma diminuição considerável da sua vida útil.

Como antecipado, já existem dispositivos considerados resistentes e à prova d’água. Mesmo assim, isso não quer dizer que é possível tomar banho de chuva sem nenhuma preocupação.

Se você quer que o seu dispositivo continue funcionando mesmo depois de não ter conseguido fugir de uma chuva, não deixe de ter alguns cuidados; entre eles, o de evitar o máximo possível que o produto seja molhado.

Vale ressaltar também que se ele for resistente quer dizer que não vai estragar de imediato, mas pode perder vida útil caso seja submetido com frequência às intempéries. Enquanto isso, os modelos chamados de à prova d’água são um pouco mais resistentes, inclusive à imersão.

Aparelho auditivo resistente à água ou à prova d’água

Essas características do aparelho auditivo são definidas por códigos, os quais indicam quanto o produto pode ser exposto à umidade. No caso dos resistentes à água, o código é o IP67; já o modelo à prova d’água deve ter o código IP68.

O número 6 indica que o dispositivo não pode ser danificado mesmo com jatos fortes de água. Já o 7 e o 8 permitem indicam que é possível imersão na água, sendo que o primeiro aceita sem problemas até um metro de profundidade.

O segundo, número 8, pode ser imerso mais do que um metro, porém, não deve ultrapassar os três metros. De qualquer forma, é bom lembrar que esses códigos foram estipulados em ambientes controlados por determinados períodos de tempo.

Então, se você deseja garantir um maior tempo de vida útil do seu aparelho, o melhor é prevenir para não ter que remediar.

Alguns modelos de aparelhos chamados ‘invisíveis’, ou seja, que ficam dentro do canal auditivo, não são apenas mais discretos e muito confortáveis. Eles podem ser usados por períodos mais longos, permitindo até mesmo que se tome banho com eles. Lembre-se sempre que nem todos estão aptos para ser imersos na água.

Dessa forma, mais uma dica para responder à pergunta “posso utilizar aparelho auditivo quando estiver chovendo?” é conferir as recomendações de cada fabricante para não expor o produto a níveis de água mais intensos do que o dispositivo suporta.

Por último, mas não menos importante: você também pode acompanhar as novidades tecnológicas. Afinal, atualmente, novos recursos e a evolução dos já existentes estão sempre aparecendo no mercado.

Cuidados com aparelho auditivo depois que molhar

Não é só a chuva que prejudica o bom funcionamento do aparelho auditivo; outras situações o expõem à umidade, entre elas tomar banho, ir à piscina, à praia, além de suor excessivo. Até mesmo quem mora em cidades com clima mais úmido deve redobrar os cuidados.

Ao molhar aparelho auditivo devido à chuva ou outra razão, tente desligá-lo assim que possível, remover a bateria e secá-la. É preciso ainda retirar a água restante, sacudindo-o. Não se esqueça de fazer isso com o máximo de cuidado possível.

Nessa situação, também é importante fazer uso de um aquecedor para deixá-lo totalmente seco. O desumidificador é outro grande aliado, podendo ser adquirido por quem possui mais propensão de molhar o aparelho auditivo.

Dessa forma, depois da bateria ser removida e seca, pode ser usado o sistema de desumidificador adequado para remover toda a umidade do seu aparelho auditivo.

 



Mais de Centro Auditivo Viver