A IMPORTÂNCIA DA CONTRIBUIÇÃO DA FAMÍLIA PARA UMA BOA ADAPTAÇÃO DA PRÓTESE AUDITIVA


O uso de um aparelho auditivo tem como finalidade primária a amplificação sonora, da forma mais adequada e satisfatória possível. Esta amplificação não se restringe aos sinais de fala, mas inclui também os sons ambientais, os sinais de perigo e de alerta, bem como sons que melhoram a qualidade de vida do indivíduo.

A família possui um papel fundamental na fase de adaptação do usuário de aparelhos auditivos. Muitas vezes o familiar é o primeiro a detectar que existe uma perda de audição, ao observar que o volume da televisão está bem acima do normal, quando existe a necessidade de repetir várias vezes a mesma frase ou até mesmo quando ele fica isolado nas reuniões de família por constrangimento de não entender as conversas. O familiar deve se atentar pois a perda de audição causa não somente um isolamento por parte do indivíduo, como também afeta a sua saúde mental e emocional.

 

Orientações aos Familiares

  • Falar sempre de frente, mantendo o contato visual.

  • Falar articulando bem as palavras e em uma intensidade normal, sem gritar para não distorcer o som ou gerar desconforto ao usuário.

  • Evitar conversar a uma distância muito grande, como por exemplo de um cômodo para outro. O microfone do aparelho auditivo possui um raio de alcance determinado e a partir desse limite o som vai perdendo sua intensidade e a compreensão de fala vai ficando prejudicada.

  • Deve-se acompanhar o usuário nos retornos periódicos com a fonoaudióloga.

  • Auxilia-lo no início com o manuseio, troca de pilhas e filtro de cera , uso do desumidificador elétrico, ou até mesmo na colocação dos aparelhos no canal auditivo.

  • Cobrar o uso diário e contínuo dos aparelhos, pois quanto mais ele usar, mais rápida e efetiva será sua adaptação.

Priscila Brito

Fonoaudióloga
CRFª2: 18.336



Mais de Centro Auditivo Viver